“Cristo também padeceu…”

martírio

Não compreendo como verdadeiro um evangelho que não cause padecimento. Se alguém se identifica com o Senhor, certamente será odiado e perseguido

 

Pr. Cleber Montes Moreira

“Porque também Cristo padeceu uma vez pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus; mortificado, na verdade, na carne, mas vivificado pelo Espírito.” (1 Pedro 3:18)

A fé cristã compreende que Cristo padeceu por nós na Cruz, e nós padecemos no mundo por amor e obediência a Cristo.

Um dos objetivos desta carta de Pedro, escrita aos cristãos judeus e gentílicos dispersos por grande parte da Ásia Menor, é o de fortalecer os crentes diante das aflições sofridas por aqueles que se opõem à fé cristã. Pedro escreve para encorajar os cristãos perseguidos e aflitos, para exortá-los a permanecerem firmes em sua fé.

O escritor lembra: Se os cristãos padecem, Cristo também padeceu! Eu não compreendo como verdadeiro um evangelho que não cause padecimento. Se alguém se identifica com o Senhor, logo será odiado e perseguido. Saulo, após sua conversão, padeceria por amor ao Salvador: “…Este é para mim um vaso escolhido, para levar o meu nome diante dos gentios, dos reis e dos filhos de Israel. E eu lhe mostrarei quanto deve padecer pelo meu nome” (Atos 9:15-16). Quem se identifica como filho de Deus, participa do sofrimento de Cristo. É por causa do Salvador que o mundo nos odeia e aflige.

Paulo, abordando esta mesma realidade, nos traz uma palavra de grande conforto: “Porque para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada” (Romanos 8:18). Quem com Cristo padece, com Cristo será glorificado! Pense nisso!

“Cristo também padeceu…”
Rolar para o topo
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com