Perdoar é melhor que ressentir

coração

Quem vive preso ao passado sofre, mas quem se liberta do ressentimento e das mágoas perdoa e se alegra

 

Pr. Cleber Montes Moreira

“Então José não se podia conter diante de todos os que estavam com ele; e clamou: Fazei sair daqui a todo o homem; e ninguém ficou com ele, quando José se deu a conhecer a seus irmãos. E levantou a sua voz com choro, de maneira que os egípcios o ouviam, e a casa de Faraó o ouviu.” (Gênesis 45:1,2)

Embora as atitudes de José pudessem ser entendidas como fruto de prepotência, ele estava sendo preparado por Deus para uma grande missão. Ele ainda não entendia isso, muito menos seus irmãos que “conspiraram contra ele para o matarem”, mas no fim resolveram vendê-lo como escravo aos mercadores ismaelitas, e mentiram ao pai sobre o seu desaparecimento. Mais tarde, quando no Egito, ele foi injustiçado pela esposa de Potifar, e lançado na prisão onde foi esquecido pelo copeiro de Faraó (Gênesis 37, 39 e 40).

José tinha motivos sobejos para revolta e amargura, para alimentar ódio em seu íntimo. Entretanto, vimos que ele não se deixou amoldar por aqueles que lhe fizeram mal, mas viveu à vista de Deus, de modo íntegro, e conservou seu coração cheio de amor, misericórdia e disposição para perdoar.

Ressentir é “tornar a sentir”1; é ruminar o mal, reviver a dor, trazer à tona aquilo que prolonga o sofrimento. Há muita gente ressentida, que revive o passado, que não perdoa… José escolheu sepultar suas mágoas, enterrar todo mau sentimento, desprender-se do passado e viver para a glória de Deus. Quando se deu a conhecer a seus irmãos, o seu choro não foi de rancor, mas de emoção por amar, perdoar e reconciliar-se com seus ofensores.

Quem vive preso ao passado sofre, mas quem se liberta do ressentimento e das mágoas perdoa e se alegra.

O pastor Javan Ferreira nos ensina que “perdoar é se deixar envolver pelo bálsamo que sara as feridas das amarguras e dos ressentimentos, aliviando a alma sofrida da dor que angustia e sobrecarrega os ombros caídos na estrada da vida. Perdoar é libertar e erguer a si mesmo para seguir ao lado de outros.”

O perdão cura o ressentimento e cria ocasião para a reconciliação e convivência pacífica. Paulo escreveu: “Se for possível, quanto estiver em vós, tende paz com todos os homens” (Romanos 12:18) — e esta deve ser a nossa disposição, mesmo quando não há reciprocidade. Afinal, cada um é responsável diante de Deus pelo que guarda em seu coração. Pense nisso!


1         https://www.dicio.com.br/ressentir/

Perdoar é melhor que ressentir
Rolar para o topo
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com