Um coração igual ao Teu

coração

Um coração que tem prazer em Deus não irá querer o que Deus não quer, não irá amar o que Deus odeia, não guardará sentimentos que Deus reprova, nem desejará praticar coisas que possam entristecê-lo


Pr. Cleber Montes Moreira

“Deleita-te também no Senhor, e te concederá os desejos do teu coração.” (Salmos 37:4)

Segundo o Dicionário Priberan, deleite é “prazer suave e prolongado (moral ou físico).” É também, segundo outras fontes, excesso de satisfação, contentamento, prazer, gozo, delícia etc. O que o texto bíblico sugere é que tenhamos alegria abundante, prazer em excesso, sem moderação, no Senhor. Esta satisfação em Deus deve ser de tal maneira que nossos corações anseiem fazer tudo que lhe seja agradável; deve ser sinônimo de uma entrega irrestrita de nossos caminhos a Ele. Nesta condição, toda a nossa vontade estará submissa à Sua santa vontade. Assim sendo, Ele atenderá os desejos de nossos corações, pois estes serão segundo os Seus próprios desejos.

Um coração que tem prazer em Deus não irá querer o que Deus não quer, não irá amar o que Deus odeia, não guardará sentimentos que Deus reprova, nem desejará praticar coisas que possam entristecê-lo. Quem se deleita no Senhor será e viverá segundo o Senhor; “herdará a terra” e se deleitará na “abundância de paz”; quem não vive assim perecerá. Os desejos do coração do homem dizem quem ele é e indicam qual a sua condição espiritual.

Que cada um de nós ore com perseverança, a cada dia, suplicando: “Dá-me, oh Deus, um coração igual ao Teu.”

Um coração igual ao Teu
Rolar para o topo