Alegrai-vos

alegria

É possível ter alegria real em meio aos sofrimentos e aflições desta vida? É possível conservar a fé e a esperança em meio ao caos?

“Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração. (Romanos 12:12 — grifo do autor)

Pr. Cleber Montes Moreira

Não se trata de uma recomendação para alegrar-se nas coisas temporais, para ter contentamento no mundo, para buscar prazeres que produzam alegrias momentâneas, nem contentamento no dinheiro ou nos bens materiais. Todas estas coisas podem trazer certas alegrias, mas não aquela capaz de permanecer firme em meio às maiores adversidades. Não é uma alegria que acaba quando chega a noite, quando os ventos das tribulações sopram com violência, quando chega uma má notícia, ou quando o chão parece fugir debaixo de nossos pés.

“Alegrai-vos” não é uma exortação proferida por alguém que vivia num castelo, por um rei ou pessoa abastada, bem-sucedida, ou por alguém que nunca sofreu aflições. Quem faz esta advertência é o mesmo que aos tessalonicenses escreve, de dentro de uma cela fria e escura: “Regozijai-vos sempre” (1 Tessalonicenses 5:16).

Esta é a alegria de quem olha para além da escuridão, das incertezas e dificuldades desta vida, que se ergue e fortalece da esperança que não pode falhar, que é sustentada pela perseverança na oração. Assim, observemos a ordem natural das coisas: É a oração que fortalece a que aquece a esperança, que produz a alegria que o mundo não desfruta nem compreende. É esta alegria na esperança que nos ajuda em tempos tão difíceis, para suportarmos com paciência as tribulações, sempre levando tudo a Deus em oração, e conservarmos um coração agradecido.

Alegrai-vos
Rolar para o topo
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com